Pages

quarta-feira, maio 27, 2009

A Delicadeza da Saudade

A alguns dias,converçei com um novo amigo e pela primeira vez em um bom tempo encontrei alguém que também assistiu e gostou da serie The Wonder yeas (Anos Incríveis).
Talvez,quem esteja lendo diga:e dai?Bom;nada de mais,à não ser pelo fato de que fiquei feliz ao saber que ainda tém gente que consegue encontrar beleza e sutileza nas coisas do cotidiano.coisas como uma boa frase,dita por um amigo,que por ter caido tão bém parece ter sido pré feita ou uma situação em familía,dessas que fazem o nosso lár ser o melhor lugar do mundo (mesmo que não tenha sido algo extraordinário).

E outras coisas que que nos tornam indivíduos únicos com uma hestória única,com lembrança e saudades que só nós sabemos de que e o porque,ou será que você nunca se viu tentando explicar para alguém por que aquele cheiro ou aquele sabor,lugar,musica,te remete a algo que aconteceu a muito tempo,às vezes a tanto tempo que você nem sabia que lembrava.

Coisa simples e aparentimente sem importância,mais com o poder de te fazer desacelerar no rítimo alucinante desse mundo e por um istante,mesmo que só por um instante,inspirar(isso mesmo)inspirar,a suavidade dessa vida que nos foi dada justamente para apreciar esses instantes,que de tão modestos são tão importantes e para muitos tão raros.

Então;o que te faz lembrar?uma musica,um lugar;talves um dia ensolarado ou chuvoso,e aquele perfume que alguém querido usa ou usava;aquela comida que não precisa ser especial,mais te faz lembrar,não faz?
À vezes até o toque de alguém ou uma frase podem te fazer voltar a algum lugar ou situação que só você sabe o quanto foi bom ou importante.
Essa é a graça da vida,é isso que nos faz sorrir,e ir em busca de mais momentos "insignificantes",pelo menos para os outros.

periférica

0 comentários:

Postar um comentário