Pages

terça-feira, outubro 12, 2010

Poesia é musica

Amo poesia e já que não tenho em mim esse tão belo dom da escrita poética,consolo-me com os inúmeros poetas que leio e me fazem viajar em um mar de emoções,às vezes calmo,às vezes agitado e enfurecido em um dia de ventos e temporais.
Hoje reli um poema que me encantou e emocionou outra vez; "La musique"do poeta francês Charles Baudelaire.

Quando leio"La musique" tenho a sensação de está ouvindo "Symphony No. 25", "Requiem"ou "Andante" de Mozart (nessa ordem) por exemplo.
Enfim;é uma poesia pra se escutar,então escutem.

La Musique


La musique souvent me prend comme une mer!
Vers ma pâle étoile,
Sous un plafond de brume ou dans un vaste éther,
Je mets à la voile;

La poitrine en avant et les poumons gonflés
Comme de la toile
J'escalade le dos des flots amoncelés
Que la nuit me voile;

Je sens vibrer en moi toutes les passions
D'un vaisseau qui souffre;
Le bon vent, la tempête et ses convulsions

Sur l'immense gouffre
Me bercent. D'autres fois, calme plat, grand miroir
De mon désespoir!

Tradução (Delfim Guimarães)

A música p'ra mim tem seduções de oceano!

Quantas vezes procuro navegar,
Sobre um dorso brumoso, a vela a todo o pano,
Minha pálida estrela a demandar!


O peito saliente, os pulmões distendidos
Como o rijo velame d'um navio,
Intento desvendar os reinos escondidos
Sob o manto da noite escuro e frio;


Sinto vibrar em mim todas as comoções
D'um navio que sulca o vasto mar;
Chuvas temporaes, ciclones, convulsões
Conseguem a minh'alma acalentar.


— Mas quando reina a paz, quando a bonança impera,
Que desespero horrivel me exaspera!




Periférica

(Gravura retirada da net)

1 comentários:

Eloah disse...

Linda a poesia! Adoro música.A música transforma nossa alma num lugar seguro e precioso realçando , regiamente, com lirismo, o longo poema da vida que escrevemos.Parabéns por esta alma de poeta. Abraços Eloah

Postar um comentário